O carrasco do funcionalismo voltou: Iris nega-se a pagar Data Base de servidores

Para justificar a fama de carrasco do funcionalismo público, o prefeito Iris Rezende (PMDB) anunciou que não vai pagar a Data Base dos servidores municipais – pelo menos nos próximos meses. A informação é do diretor do Sindicato dos Servidores da Saúde (SindiSaúde), Leocides José de Souza, que integra comissão que tentou negociar com o secretário de Governo, Samuel Almeida.

“O objetivo principal é a prefeitura faça o pagamento da Data Base na ordem de 4,08%, já concedido para funcionários do Legislativo. Não há proposta de ser retroativo a maio. Existe uma possibilidade de que ocorra o envio, mas sem retroatividade. Até o momento, nada concreto”, diz Leocides.

Este é o mesmo Iris que, em 1983, colocou milhares de servidores públicos estaduais na rua com o decretão e congelou os salários por quatro anos.