Santa inocência: Hélio de Sousa acredita que o DEM poderá apoiar Marconi em 2014

Um dos políticos mais antigos em atividade no Estado, com dois mandatos de prefeito de Goianésia e três de deputado estadual, Hélio de Sousa (DEM) dá uma cavalar demonstração de ingenuidade na coluna Giro, de O Popular, neste sábado.
Ele tem a esperança de que o DEM poderá continuar na base aliada, nas eleições de 2014, mesmo com o deputado Ronaldo Caiado anunciando ostensivamente, todo dia, que será candidato a governador e que a aliança do partido será com o empresário Vanderlan Cardoso, hoje prestes a se filiar no PSB.
Hélio de Sousa vai “defender” a continuidade do DEM na base aliada. Ah, é? E daí? Ele nunca foi ouvido por Ronaldo Caiado para nada e nunca influenciou na condução do partido.
Mais prático e esperto foi o vice-governador José Eliton, aliás muito mais próximo  – anteriormente – de Caiado que o deputado. Antevendo a certeza do cenário de 2014, com o DEM na oposição ao governador Marconi Perillo, e constatando a completa impotência de todo e qualquer filiado ao partido para influenciar uma decisão que Caiado vai tomar sozinho, ele tratou de cair fora.
Veja a manifestação “inocente” de Helio de Sousa no Giro:
O deputado Ronaldo Caiado (DEM) poderá encabeçar a chapa da terceira via ao governo de Goiás em 2014. Como avalia?
 
Hélio de Sousa – O cenário, de fato, tem evoluído para a terceira via articulada por Caiado. Mas continuarei a defender, com prefeitos do DEM, nossa permanência na base do governo. Esta decisão será tomada apenas daqui a 14 meses, na convenção do partido, e não antes. Até lá existe um acordo de que nosso partido não tomará nenhuma decisão precipitada.