Caiado diz que Goiás não pode virar Rio de Janeiro, mas corre atrás do PMDB, que detonou o estado carioca

A propaganda que o senador Ronaldo Caiado (DEM) veicula na televisão nesta semana comete um erro terrível: diz que Goiás não pode virar um Rio de Janeiro, mas se esquece que é o PMDB que administra o estado desde 2004 e que levou as finanças do RJ para o buraco.

Não é o tipo de crítica que colabora com o projeto do senador no momento, já que a meta dele é conquistar o apoio do PMDB – do ex-governador carioca Sérgio Cabral, preso na Lava Jato, e do governador Luiz Fernando Pezão – para eleição do ano que vem.