AD

Iris pressiona Maguito para fazer oposição a Marconi, revela blogueira goiana

Com estilo cada vez mais parecido com o do jornalista Vassil Oliveira – frases curtas, profusão de pontos interrogação e palavras soltas -, a blogueira Lênia Soares no site Diário de Goiás sugere que o prefeito de Aparecida, Maguito Vilela, e o seu filho, Daniel Vilela, fazem um jogo de conveniência: enquanto o primeiro elogia, para levar vantagens administrativas, o segundo critica, para faturar politicamente, o governador Marconi Perillo.

Lênia revela – será que é verdade? – que Iris Rezende chamou Maguito para uma conversa reservada, neste fim de semana, provavelmente para um puxão de orelhas.

Iris desejaria, segundo ela, ver Maguito com uma postura mais crítica em relação ao arqui-inimigo Marconi.

Se tivesse consultado o dicionário, Lênia não teria cometido um erro cabeludo no artigo ao escrever que Maguito “administra a vontade de ver o genitor, Daniel Vilela, com o poder da canetada”. Genitor é pai e não filho. Vassil não derraparia nessa.

O artigo conclui que a postura contraditória dos dois Vilelas prejudica o projeto de transformar Daniel em governador. Como o deputado não consegue explicar a postura do pai, a blogueira termina manifestando a esperança de que o pito de Iris dê certo, isto é, leve Maguito a se definir como oposição a Marconi.

Leia o artigo de Vassil, ôpa… de Lênia Soares:

 

Daniel Vilela bate, Maguito assopra. Iris resolve?

Enquanto o deputado estadual Daniel Vilela (PMDB) discursa contra a administração estadual, seu pai, o prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (PMDB), depõe a favor.

Uma relação político-partidária-familiar repleta de contradições e justificativas administrativas.

Até quando? Iris Rezende pode responder.

Na manhã desta sexta-feira, 3, o ex-governador se reuniu com o prefeito de Aparecida para discutir posicionamentos partidários. A conversa foi reservada e sem comentários sobre o assunto. O que se sabe, porém, é que a eleição de 2014 não ficou fora da pauta dos peemedebistas.

Aliás, este é um tema que converge o interesse dos oposicionistas. Querem tirar Marconi Perillo (PSDB) do poder. Ponto. Quem disputará o cargo é outra história.

Maguito nega ter interesse em ser protagonista, novamente, no pleito pelo governo de Goiás. Já disputou e perdeu duas vezes. Por outro lado, administra a vontade de ver o genitor, Daniel Vilela, com o poder da canetada. Poder que foi dele de 1995 a início de 98.

Daniel, por sua vez, trabalha discretamente e busca a consolidação de seu nome. Nos últimos dias tem intensificado o discurso contra Marconi, tomado frente em alguns projetos da oposição e – a principal mostra do seu interesse – se aconselhado com o ex-governador Iris Rezende.

Mas se é assim…

A maior dificuldade de Daniel entre os aliados, ironicamente, é a atitude do pai. O deputado tem vivenciado um conflito constante entre fazer oposição ao governo e defender o posicionamento político de Maguito.

Fato é fato. Um, o filho, faz parte do Legislativo goiano. Outro, o pai, do Executivo aparecidense. Esferas distintas que deveriam se ligar pelo posicionamento ideológico de oposição. Mas que se separam no pragmatismo que ensina que governo não faz oposição a governo.

Eis a questão: Como criticar um governador, inclusive de anti-democrático, elogiado pelo próprio pai que sai constantemente sorridente em fotos que reforçam o discurso de Marconi como um ‘gestor democrático’?

“Ele é prefeito e precisa de um bom relacionamento com o governador”, se esforça, Daniel.

Os resultados da conversa com Iris poderão ser verificados nos próximos dias. Vão reforçar o discurso de quem?

Talvez seja o caso de dizer: chegará o dia em que Maguito terá de dizer e provar de que lado está. Porque Daniel se mostra decidido e focado.

Simples. Ninguém serve a dois senhores o tempo inteiro.

E aí, Maguito: Marconi ou Iris?