Congresso instala CPMI da JBS. Senador Caiado é escolhido vice-presidente

O senador goiano Ronaldo Caiado (DEM) foi escolhido vice-presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que foi aberta para investigar irregularidades envolvendo a holding J&F e a empresa JBS em operações com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Também serão investigados os termos do acordo de delação premiada celebrado pelo Ministério Público Federal (MPF) com executivos do grupo.

O presidente da Comissão será Ataídes Oliveira (PSDB-TO). Deverão ser ouvidos o ex-presidente do BNDES Luciano Coutinho, entre outros. A abertura da CPMI acontece depois de o procurador-geral da República Rodrigo Janot ter informado, na última segunda-feira, que abriu investigação para avaliar a omissão de informações nas negociações da delação dos executivos da J&F.