Pop blinda Iris e dá conotação positiva a uma notícia que é desastrosa para Goiânia

Num show de malabarismo jornalístico, o Popular deste sábado deu conotação positiva a uma notícia que é desastrosa para Goiânia: a prefeitura praticamente desistiu de concluir a construção do BRT Norte-Sul, uma obra iniciada na gestão do prefeito Paulo Garcia (PT) e que foi paralisada neste ano por causa de suspeitas de irregularidades. E, por ter desistido (extraoficialmente) do projeto, o Paço começou a liberar a área que estava isolada para as máquinas.

O embargo aconteceu porque a prefeitura, segundo a Caixa Econômica Federal, “sumiu” com aproximadamente R$ 9 milhões que foram repassados, mas não investidos. O Tribunal de Contas da União já apontou sobrepreços e R$ 46 milhões em uma obra que a princípio estava orçada em R$ 390 milhões.

Resumindo: a “desistência” do prefeito Iris Rezende em concluir o BRT é uma notícia terrível. Mas o Pop deu o seu jeitinho em transformá-la numa coisa boa. Como? Dê uma olhada na manchete: “Paço ‘limpa’ obras do BRT em Goiânia”. O jornal jogou com a irritação popular com as barricadas e trincheiras de obras e fez da “limpeza” uma coisa boa.

O leitor talvez conheça uma famosa história em que uma cabra é colocada em uma sala onde estão pessoas insatisfeitas. Depois de comer, urinar e defecar na sala toda, retira-se a cabra e as pessoas julgam-se felizes como nunca haviam estado antes – a ponto de esquecerem os problemas que as havia deixado insatisfeitas. O BRT é a nossa cabra.