Debate de ideias foi esquecido pelos candidatos ao Governo de Goiás, prenunciando campanha árida e sem apresentação de projetos consistentes em 2018

A movimentação dos candidatos até agora colocados ao Governo de Goiás, nas eleições do ano que vem, segue centrada em reuniões de mobilização partidária no interior, lançamento de obras, declarações sem conteúdo à imprensa e um festival de futilidades nas redes sociais.

Lamentavelmente, não há qualquer antecipação de discussão sobre ideias, projetos ou propostas para o futuro do Estado – além das generalidades vazias e das palavras de ordem.

Estão no palco da sucessão de 2018 o vice-governador José Eliton, que representará a base aliada do governador Marconi Perillo; o senador Ronaldo Caiado, que tenta se viabilizar com uma parcela do PMDB; e o deputado federal Daniel Viela, herdeiro político do ex-tudo Maguito Vilela, que se esforça para agrupar o peemedebismo em torno do seu nome, mas perde apoio a cada dia.