Casa da mãe Joana: Andrey mantém gabinete de Zander, que foi afastado pela Justiça

A decisão do juiz Marcelo Fleury Curado Dias, da 9ª Vara Criminal de Goiânia, que afastou Zander Fábio (PEN) do mandato de vereador completa um mês neste domingo. Ocorre que, a despeito do afastamento, a Câmara Municipal ainda não oficializou a substituição dele pelo suplente, Carlos Soares (PT) – o que acarretaria também na demissão dos funcionários de gabinete de Zander. O culpado pela demora é o presidente da Casa, Andrey Azeredo (PMDB).

Andrey pode obedecer a decisão judicial e dar posse ao suplente no momento que quiser, mas não o fiz por causa daquela camaradagem que faz os políticos serem tão odiados pela população em geral. Os assessores do vereador afastado custam ao Erário, por mês, aproximadamente R$ 70 mil.

Zander foi denunciado pelo promotor Ramiro Carpenedo Netto em função da suspeita de que ele teria coordenado esquema de desvio de dinheiro público do Parque Mutirama.

O pedido de afastamento de Zander da Câmara foi do MP. Na decisão, o juiz Marcelo Fleury bloqueou R$ 2.181.458,10 em bens, valor que, de acordo com as investigações do Ministério Público, foi desviado no esquema apenas no período de maio a dezembro de 2016. De acordo com o MP, a organização supostamente liderada por Zander atuou de 2014 a 2017. A Operação Multigrana foi deflagrada no dia 23 de maio deste ano.