Com texto vergonhoso sobre prestação de contas, Carla Borges e Pop blindam Iris

O relato anódino da repórter Carla Borges sobre a prestação de contas do prefeito Iris Rezende (PMDB) na Câmara Municipal, publicado neste sábado no jornal O Popular, atendeu ao claro propósito de blindá-lo. A reportagem não faz menção alguma ao protesto do vereador Jorge Kajuru (PRP) – que ficou de costas para o prefeito a manhã inteira – e à enorme quantidade de críticas e reclamações que ele teve ouvir no plenário (clique aqui para saber mais).

Carla, que ora se revela surda, muda e cega ao que acontece à sua volta, limitou o seu texto ao fato de Iris ter dito na sessão que não sabe ainda se vetará projeto de lei do vereador Elias Vaz (PSB), aprovado pela Casa, que impede o aumento do IPTU a taxas maiores do que a inflação dos últimos 12 anos. Assunto importante, sem dúvida, mas que não representa nem 5% de tudo que aconteceu na prestação de contas.

A jornalista ignorou, por exemplo, a grave afirmação do prefeito de que vai criar bolsas para alunos estudarem em escolas particulares de Goiânia, o que é uma reivindação dos próprios donos destas escolas – contumazes financiadores de campanhas eleitorais. A criação das bolsas mostra que a prioridade da prefeitura deixou de ser construir CMEIs.

Carla e o jornal O Popular têm de melhorar. O que fizeram neste sábado foi um desserviço ao jornalismo.