Vereador Paulinho Graus pede licença na véspera da votação do aumento do IPTU. Tiãozinho assume para votar a favor

Faltando pouquíssimos dias para análise do veto do prefeito Iris Rezende (PMDB) ao projeto que impede o município de aumentar o IPTU em taxas maiores do que a inflação, o vereador Paulinho Graus (PDT) pediu licença.

Sem explicação nenhuma, Paulinho pediu licença de 125 para tratar de assuntos particulares.

Paulinho está em pleno gozo da saúde. Esteve inclusive no plenário, nesta terça-feira. O vereador Emilson Pereira (PTN), ingenuamente, falou de um “acordo político”.

Paulinho é da base do prefeito, mas sabia que seria escorraçado pelos eleitores que votasse a favor do IPTU.

No lugar dele, assumiu o primeiro suplente Tiãozinho do Cais (PRTB), que teve 3.419 votos na eleição de 2014.