Jarbas Rodrigues: oposição começa favorita, mas é cedo para cravar vitória na eleição de 2018

Nota principal de Giro, em O Popular, informa que a pesquisa Serpes sobre a disputa para governador, encomendada pela Acieg, que aponta coincidências entre as eleições de 2006 e 2018, quando não houve duelo entre Iris Rezende (PMDB) e Marconi Perillo (PSDB).

A coluna menciona que a oposição em Goiás, liderada pelo PMDB e PT, rachou e a base aliada se manteve unida sob o comando do governador Marconi, que desfrutava de boa aprovação.

“Para 2018 a oposição começa novamente favorita, com Ronaldo Caiado e Daniel Vilela na liderança nesta pesquisa do Serpes, o que torna improvável uma aliança entre DEM e PMDB para o primeiro turno”, escreve.

Ainda segundo Giro, o desafio para o senador será manter sua atual vantagem, o que não conseguiu Maguito. O de Daniel Vilela é evitar ser a terceira via, como Demóstenes, e José Eliton (PSDB) dependerá muito (como Alcides em 2006) da base aliada se manter unida e da avaliação do governo.

Em outubro de 2005, Marconi liderava para o Senado com 18% na pesquisa. Agora, segundo o Serpes, tem 13,6%, ressalta coluna.