Jornal Opção diz em editorial que “problema de Goiânia é Iris e não os secretários”

Jornal Opção analisa o fiasco da gestão de Iris Rezende em Goiânia.

Prestes a completar um ano de administração, que seria a melhor da história de Goiânia, o velho cacique tropeça em problemas, não consegue fazer a Prefeitura deslanchar e coloca a cidade na mais grave crise de Saúde da história.

Como sempre, Iris deixa a culpa dos problemas para os secretários.

O Jornal Opção coloca ordem na análise.

A culpa é de Iris e não dos secretários, decreta o editorial.

Leia um trecho:

“Culpar unicamente Fátima Mrué e Marcelo Costa, da Saúde e da Educação, é esconder a realidade. O responsável pela crise da capital é o prefeito. Goiânia é uma cidade à procura de um prefeito. Se fosse fazer um filme sobre a capital de Goiás, o americano Steven Spielberg poderia nominá-lo de “Socorro! O Prefeito Sumiu!” Brincadeira? Seria bom que fosse. Mas é sério mesmo: Iris Rezende (PMDB), eleito em 2016 — derrotando candidatos modernos, como Francisco Júnior (PSD), Vanderlan Cardoso (PSB) e Adriana Accorsi (PT) —, não consegue apresentar respostas adequadas aos problemas básicos do município, como manter o mínimo de qualidade na rede de saúde, e tampouco tem projetos criativos e inovadores. Pode-se sugerir que o “alcaide” é, diria um poeta, uma presença-ausência”.

Leia a íntegra