Vanderlan, Caiado e Braga precisam aprender a fazer política. Olha a crise dentro do PSB

Em nota no pé da sua coluna, na última segunda-feira, a jornalista Fabiana Pulcineli disse que o empresário Júnior Friboi precisa aprender a fazer política, para evitar as trapalhadas que acabam prejudicando a ele mesmo.

Só que parece que tem mais gente precisando aprender a fazer política. O empresário Vanderlan Cardoso, o ruralista Ronaldo Caiado e o financista Jorcelino Braga deveriam se matricular na mesma classe onde Jr. Friboi vai estudar política – se é que vai.

Olha só o erro primário que esse pessoal cometeu: por cima, foram ao dono nacional do PSB, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e ajeitaram o partido para Vanderlan em Goiás, só que esqueceram-se de tomar a mais comezinha das providências, que seria conversar e passar a mão na cabeça do pessoal do PSB aqui no Estado.

Resultado: a turma emburrou. Iris Rezende e Marconi Perillo jamais cometeriam um erro desses. Um pouco de conversa aqui, um afago ali, mais alguns compromissos para o futuro e pronto, o PSB goiano provavelmente receberia Vanderlan de braços abertos.

Mas, não. Vieram por cima, na marra, e O Popular registra nesta quarta-feira um quadro desolador dentro do PSB estadual.

Ninguém foi procurado por Vanderlan e todos, inclusive 10 dos 11 prefeitos da sigla, preferem manter o compromisso que já tinham com Júnior Friboi, mesmo com o rei da carne se mudando para o PMDB.

O ex-presidente do PSB, Barbosa Neto, chegou a esnobar Vanderlan, dizendo que não tem tempo para ir à filiação do empresário porque está viajando para contato com as bases do interior.