Desafio aos repórteres da TV Anhanguera: começar um link ao vivo sem falar “pois é”

O amigo leitor do Goiás 24 Horas que assiste ao Jornal Anhanguera (1ª Edição) já deve ter percebido que os repórteres, todos eles, perpetuam um vício irritante: o de começar participações ao vivo com um “pois é”.

Funciona assim: a apresentadora Lilian Lynch puxa o assunto, que geralmente é ruim, e o repórter entra com o bordão para expressar falsa consternação com o problema. Exemplo: “Guilherme Mendes, o transporte coletivo tá ruim, né?”. “Pois é, Lilian”.

Desafio que o blog faz a Guilherme e seus colegas – Terciane Fernandes, Mariana Martins, Matheus Ribeiro, Thaís Luquesi, Handerson Pancieri e Karla Izumi: tentem fazer pelo menos uma edição do telejornal sem repetir estes vícios bobos do jornalismo. Inovem.