Coronel da PM diz que Iris e empresas têm culpa por assaltos nos terminais

O coronel Ricardo Rocha, comandante do policiamento militar em Goiânia, afirmou nesta terça-feira ao jornal Anhanguera, que a administração do prefeito Iris Rezende (MDB) e as empresas do transporte coletivo têm significativa parcela de culpa nos episódios de assalto que têm ocorrido nos terminais do Eixo Anhanguera.

A responsabilidade do prefeito, segundo o coronel, reside na falta de fiscalização, que abre espaço para dezenas de ambulantes armarem barraca nos pontos de embarque e desembarque. Estes ambulantes, segundo a PM, estão relacionados a muitos casos de furto e assalto.

Também é culpa do prefeito o fato de haver poucos ônibus para atender à grande demanda de passageiros. Com a superlotação dos terminais, a ação dos bandidos – que surrupiam bolsas e mochilas sem os passageiros verem – fica muito mais fácil.

A responsabilidade pela falta de ônibus é, ainda de acordo com o coronel, compartilhada com as empresas de ônibus, que não cumprem o que está contrato. Elas também se comprometeram a intensificar a vigilância com uma empresa privada, mas ela é ineficiente.