Marconi deve assumir comando do PSDB em abril, quando Alckmin sai para a campanha presidencial

A coluna Expresso, da revista Época, afirma neste final de semana que o governador paulista Geraldo Alckmin, que o hoje é o presidente do PSDB, deve se afastar do comando da legenda em abril, quando vai se dedicar exclusivamente à campanha presidencial.

O texto conclui que o governador Marconi é quem assume o PSDB caso Alckmin se afaste mesmo. Essa jogada é esperada desde que o paulista assumiu o partido, em dezembro do ano passado. Marconi era o favorito na eleição do PSDB e estava pronto para derrotar o senador Tasso Jereissati, mas para evitar crises dentro da legenda recuou e integrou o acordo que alçou Alckmin ao comando.

Hoje, o governador goiano é uma das principais lideranças do PSDB, com penetração nas lideranças de todos os estados.