Urgente: Mrué admite que 81 pacientes tiveram acesso negado a UTIs na Capital em janeiro

A secretária de Saúde da prefeitura de Goiânia, Fátima Mrué, acaba de fazer uma revelação gravíssima em seu 5º depoimento à Comissão de Inquérito (CEI) que investiga suspeitas de corrupção na área que ela administra: em janeiro, houve 81 recusas de proprietários de UTIs para internar pacientes em estado grave nos seus leitos.

Vale dizer que a prefeitura é a responsável pela regulação, ou seja: pelo trabalho de decidir qual paciente é distribuído para determinado leito credenciado no SUS.

Mrué afirma que o caso está sendo investigado pelo Ministério Público.