Futuro do PP segue aberto em Goiás, apesar de preferência por MDB

Continua indefinido o caminho que o Progressistas (antigo PP) seguirá em Goiás, apesar de o presidente nacional da legenda, senador Ciro Nogueira (PI), ter se manifestado em favor de aliança com o deputado federal Daniel Vilela (MDB). Ciro alega que o vice-governador José Eliton (PSDB) não cumpriu o acordo de reservar uma vaga na chapa majoritária para o senador Wilder Morais (PP) disputar a reeleição.

Segundo reportagem publicada nesta quinta-feira no jornal O Popular, nenhum dos três deputados federais do partido (dois deputados e um suplente, na verdade) declararam objeção a um eventual acordo com o MDB. Sabe-se que, no entanto, todos os prefeitos da legenda preferem continuar na base governista (conforme levantamento também feito pelo Popular).

Apesar de preferir o acordo com Daniel, Ciro ressaltou que “não é dono do partido” e que a decisão deve ser tomada pelos deputados. Recomendou também que só escolham o caminho a seguir por volta do 5 de agosto, data final para realização das convenções partidárias.