Demóstenes se mexe para conquistar vaga na chapa da base aliada

Ex-procurador de Justiça e pré-candidato a senador, Demóstenes Torres (PTB) retomou à cena política e está marcando presença nos eventos da agenda do governador José Eliton (PSDB). Ele afirma que tem acompanhado Eliton (PSDB) e aproveita para também conversar com atores políticos sobre a sua eventual candidatura ao Senado.

“Tenho que recuperar o tempo que perdi, quando eu não poderia ter atividade política, até porque integrava o Ministério Público”, argumenta. “Preciso conversar com os prefeitos, deputados estaduais e federais. E uma oportunidade boa para isso é acompanhar o nosso governador Zé Eliton, porque nesses eventos também tenho oportunidade de conversar com muitas pessoas, pessoas da base à qual eu sempre pertenci”.

Demóstenes diz que a amizade de longa data que mantém com Marconi Perillo e Eliton não será critério para uma possível escolha como candidato a senador. “Eles vão jogar com a realidade política. Em agosto, os números das pesquisas vão falar mais alto e as definições devem acontecer”, pontuou.

O ex-senador avalia positivamente as pesquisas eleitorais para o cargo de senador e espera que até agosto os números se projetem a seu favor. Para conseguir sair como candidato, Demóstenes sabe que precisa ter intenções de votos e apoio do governador José Eliton, do ex-governador Marconi Perillo, dos prefeitos e dos deputados estaduais e federais.

Nas eleições deste ano serão eleitos dois senadores pelo estado de Goiás. Na chapa do governo, serão lançados dois candidatos a senador, sendo que um deles é o tucano Marconi Perillo (PSDB). A outra vaga está sendo disputada entre os partidos da base, como o PTB, PSD, PP e o PSB.

Na última pesquisa Serpes/OPopular, publicada dia 9 de abril, Marconi lidera com 16,1% das intenções de voto. Em segundo lugar vem a senadora Lúcia Vânia (PSB), com 11,7%. Em terceiro vereador Jorge Kajuru (PRP) tem 8,4% e o ex-senador petebista Demóstenes Torres aparece com 6,1%.