“Municípios pagam Goiânia por serviços na Saúde. Não são pedintes”, diz promotor

O promotor Érico de Pina Cabral deu uma notícia alarmante para o prefeito Iris Rezende (MDB): dezenas de municípios pedirão o distrato com a Capital na parceria para realização de serviços de Saúde. Hoje, as prefeituras pagam para os Cais e UPAs de Goiânia realizarem exames e consultas. Daqui uns dias, não mais. 

A informação foi dada pelo promotor em depoimento à Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal que investiga suspeitas de irregularidade na Saúde de Goiânia.

“Em Aparecida, onde eu atuo, por exemplo, nós vamos dispensar a pactuação e pegar o dinheiro de volta. E não é só Aparecida, os municípios estão se mobilizando. Senador Canedo descobriu que para R$ 200 mil para Goiânia e sequer é recebido. Não é tratado como pagador, mas como pedinte”, disse o promotor.

“Municípios pagam Goiânia por serviços na Saúde. Não são pedintes. E cansaram de ser maltratados”, destaca Érico.