Balestra: PP nacional não vai impor aliança com MDB em Goiás

O deputado federal Roberto Balestra (PP) afirmou à rádio CBN Goiânia que é nula a possibilidade de o diretório nacional do PP impor ao partido em Goiás uma aliança com o pré-candidato do MDB a governador, Daniel Vilela, dada a proximidade entre os dois partidos em Brasília e a presença do presidente do PP goiano (ministro das Cidades, Alexandre Baldy) no governo do presidente Michel Temer (MDB). 

“Historicamente, nunca houve interferência ou influência do governo federal sobre as eleições em Goiás, seja na época do PT, ou MDB, ou do PSDB. Não há isso. É lógico que o partido gostaria de ter o seu apoio definido de forma verticalizada, ou seja: o PP estar com todos os candidatos do MDB nos Estados.A preferência do A, do B ou do C é normal. Isto não quer dizer que vá interferir. Não há nada. Os companheiros podem ficar despreocupados porque não há nenhuma ingerência do PP nacional para exigir que os prefeitos aqui apoiem o candidato do MDB. A deliberação é nossa”, diz o deputado.

Balestra afirma também que a esmagadora maioria do partido hoje prefere trabalhar por José Eliton (PSDB) na eleição para governador. “Há uma satisfação dos prefeitos e dos companheiros do partido com os primeiros atos do governador. O PP já está no governo. Então, cada dia que passa, a aproximação se torna maior. Mas o partido tem compromisso de só fazer a definição em julho. O partido tem de estar com o candidato que a maioria deseja”.