Violência: SSP prende suspeitos da morte brutal de advogada em Goiânia

A integração entre as polícias Civil e Militar garantiu rapidez na prisão da associação criminosa responsável pela morte da advogada Laís Fernanda Araújo Silva. Uma mulher foi presa e dois menores apreendidos. Eles foram apresentados na tarde deste sábado (19) pelo secretário de Estado da Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior e pelos comando da Polícia Militar e da Polícia Civil na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), no Setor Cidade Jardim, em Goiânia.

O crime foi cometido no dia 10 de maio, no Setor Alto da Glória, em Goiânia. “É mais uma resposta das forças policiais goianas na repressão à criminalidade. Nossos policiais trabalham incansavelmente”, afirmou o secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior, na apresentação dos suspeitos.

Luziane Ramos de Souza e os dois adolescentes, de 13 e 16 anos, foram detidos por policiais das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam). O menor de 13 anos confessou ser autor do disparo que matou a vítima. Ele possui diversas passagens pela polícia por crimes, como roubo e receptação.As forças policiais também já identificaram um quarto suspeito de envolvimento no crime.

De acordo com a delegada Karola Fernandes, as investigações apontaram que os criminosos seguiram a vítima e passaram por ela mais de uma vez. A advogada estava dentro do carro, parada em um local de grande movimento. “Todos os três presos demonstraram ter personalidade perversa, estavam dispostos a cometer roubos e acabaram matando uma pessoa”, afirmou.

Segundo o comandante do Policiamento da Capital, coronel Ricardo Mendes, os três foram encontrados em uma casa no Residencial Itália. Segundo ele, o grupo se preparava para atacar motoristas de aplicativo, com o objetivo de fugir de Goiânia. O militar ressaltou que o quarto envolvido no crime, que era o dono do veículo usado no dia do latrocínio, está foragido, mas a PM já tem pistas de onde ele se encontra.

Na apresentação dos criminosos, o secretário Irapuan Costa Júnior reafirmou que todas as investigações e ações das forças policiais de Goiás utilizam os mais modernos recursos de inteligência. Além disso, frisou o secretário, há determinação e empenho em solucionar os crimes.. “A nossa polícia é destemida. Não tem nenhum lugar que ela não entre. Enfrentamos a criminalidade com muito rigor e dedicação, o que tem provocado redução acentuada nos crimes em nosso Estado”, assegurou.

Compartilhe