Pesquisas sugerem que Caiado bateu no teto, diz GBrasil

Texto publicado no site GBrasil (clique aqui para acessar)

A exemplo do que aconteceu em pesquisas realizadas por outros institutos nas últimas duas semanas, o índice do senador Ronaldo Caiado (DEM) oscilou para baixo na Serpes/O Popular divulgada neste domingo. O apanhado destes números sugere, no mínimo, que Caiado enfrenta dificuldade para crescer. 

Ainda é cedo para dizer que o senador está em queda, porque as variações aconteceram dentro da margem de erro (apesar de serem sempre para baixo). Mas já é possível afirmar que o senador terá problemas para ultrapassar o Rubicão, ou seja: ele não consegue sair do nicho de eleitores que apoiam a sua pré-candidatura desde o ano passado. Em alguns levantamentos, Caiado chegou a cravar 54%. 

Vem à lembrança dos seus aliados o drama da eleição de 1994 para governador, quando este mesmo Caiado largou com ampla frente, bateu no teto e caiu. Na época ele sequer chegou a segundo turno, que foi disputado por Lúcia Vânia (hoje no PSB) e Maguito Vilela (MDB). 

Atribui-se o teto eleitoral do senador a três razões elementares: a dificuldade do senador para dialogar e aglutinar forças novas; o desgaste de 30 anos como político que pouco trouxe para Goiás; e o discurso agressivo, que não vem acompanhado de propostas para resolver os problemas que aborda. 

Compartilhe