Obra inacabada de Dona Iris vira mocó para uso de drogas no Jardim Goiás

Apontada pelo jornal O Popular desta quarta-feira como “maior exemplo da paralisação de obras públicas” em Goiânia, o Centro Cultural Casa de Vidro virou um grande mocó para uso de drogas no Jardim Goiás, área nobre da Capital. 

A responsabilidade pelo mocó é da primeira-dama, Dona Iris, que na época em que era deputada federal forçou a barra para que a construção fosse iniciada mesmo sem que houvesse dinheiro para obra toda. 

De acordo com a reportagem, o projeto foi iniciado em 2010 e abandonado logo em seguida, com apenas 7% de execução. “Em abril deste ano, Iris chegou a assinar a ordem de serviço para retomada, após providenciado novo projeto, mas desde então nenhum operário entrou no local, que ainda serve de abrigo para pessoas em situação de rua”. 

Compartilhe