Convocado para assumir mandato de vereador, presidente do IPSM está com medo da Câmara

O presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais (IPSM) e suplente de vereador Silvio Fernandes (DEM) foi convocado para assumir assento na Câmara Municipal em função do pedido de licença do vereador Cabo Senna (PRP), por motivos de saúde. No entanto, Silvio ainda não decidiu se tomará posse. Está com medo de enfrentar Jorge Kajuru (PRP), Elias Vaz (PSB) e outras carnes-de-pescoço da oposição.

É que o presidente do IPSM andou falando pelos cotovelos ao referir-se à Câmara, dias atrás. Afirmou que interesses escusos pautam as votações na Casa, especialmente a que decidiu pelo arquivamento do pacote de maldades que a prefeitura desejava promover na previdência da Capital. Silvio e o prefeito Iris Rezende (MDB) ambicionavam aumentar a contribuição do servidor de 11% para 14% do salário. 

O presidente do IPSM tem 10 dias úteis para tomar posse ou comunicar desistência. Nesta quarta-feira, Elias Vaz afirmou que está ansioso pelo embate com ele. Este blog GO24H também está.