Obra parada: Iris pode perder R$ 60 milhões da União para Casa de Vidro

Por incompetência, o prefeito Iris Rezende (MDB) está muito próximo de perder os R$ 60 milhões do governo federal destinados à construção do Centro Cultural Casa de Vidro, no jardim Goiás. A obra está parada e não há indicativos de que Iris vá tirá-la do papel.

A informação é do vereador Eduardo Prado (PV), relator da Comissão de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal que investiga obras paralisadas da prefeitura. 

O projeto foi iniciado em 2010, quando Iris já era prefeito. Foi abandonado meses depois, com apenas 7% de conclusão. Em abril, Iris incluiu a Casa como uma das 16 obras prioritárias que seriam retomadas em 15 dias, mas a promessa foi em vão. 

“Vamos intimar os encarregados pela paralisação da obra […] se houver algum ato ilícito comprovado, serão responsabilizados por ato de improbidade administrativa”, disse Eduardo.