Professores cruzam os braços em Goiânia em protesto por piso salarial

Professores e servidores administrativos da Secretaria Municipal de Educação cruzaram os braços nesta quinta-feira em protesto pelo pagamento do piso salarial de 2018, que o prefeito Iris Rezende (MDB) se recusa a obedecer.

A categoria realizou assembleia às 9 horas na Câmara de Vereadores.

Os manifestantes cobram também a data-base dos administrativos, atrasada desde 2017, e o pagamento do adicional de 30% para os auxiliares de atividades educativas, que é previsto por lei mas não é efetuado há mais de um ano.