Previdência: contra-proposta de servidores barra aumento da contribuição

Se insistir no aumento de três pontos percentuais (de 11% para 14%) na alíquota de contribuição dos servidores públicos municipais para Previdência, o prefeito Iris Rezende (MDB) enfrentará sérios problemas. 

Inclusive para aprovar o pacote de mudanças na área, que pretende encaminhar à Câmara Municipal nesta segunda-feira próxima. 

Os funcionários públicos prepararam uma contra-proposta que mantém a alíquota em 11%. Poucos acreditam que a base de vereadores ligados ao prefeito – cada dia mais desarticulada – terá peito e força para fazer prevalecer a proposta do Executivo.