Aliado de Caiado, Delegado Waldir defende criança fazendo gesto de arma

Apoiador do senador Ronaldo Caiado (DEM), pré-candidato ao governo de Goiás, o deputado federal Delegado Waldir Soares (PSL) saiu em defesa do pré-candidato à presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, sobre o vídeo onde Bolsonaro aparece ensinando uma criança a fazer o gesto de uma arma com as mãos. A cena foi filmada durante agenda política de Bolsonaro no dia 19 de julho em Goiânia.

Amplamente criticado em todo Brasil, o gesto para o deputado goiano simboliza “ser cristão”, conforme declarou ao jornal O Globo. Sobre a repercussão, Waldir afirmou que “é mais um mimimi que está se criando” pela sociedade. “Uso os dedos, é uma marca registrada minha. É um símbolo de ser cristão, de ser patriota, mas se alguém está tentando traduzir isso como uma arma, as pessoas estão equivocadas”, alegou ao tentar defender o ato.

A opinião do deputado federal Delegado Waldir contraria a maioria dos posicionamentos políticos e da sociedade. “Como mãe e professora, fiquei estarrecida ao ver um candidato ensinar uma criança a fazer gesto de revólver com as mãos. As mãos de uma criança devem ser treinadas para pegar em lápis e caderno, e jamais em armas”, publicou Marina Silva (REDE), em uma rede social.

“Eu como pai sinto nojo e lamento uma pessoa dessa estar solta por aí destilando ódio. Bolsonaro não é um adversário eleitoral, é adversário do Brasil”, opinou Guilherme Boulos (Psol). Para Manuela D’Ávila (PC do B), a imagem é “violenta”. “O Brasil que eu sonho viver é aquele em que nenhuma criança seja submetida a violências”, afirmou.