Poucos documentos, nada de dinheiro, apreendidos pela PF confirmam que não há qualquer indício de irregularidade contra Marconi

Os documentos apreendidos pela Polícia Federal (PF) nas residências do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) em Goiânia e Pirenópolis confirmaram inexistência de indício de irregularidade envolvendo o tucano, candidato ao Senado, nas investigações relacionadas às delações da Odebrecht. “Conforme tenho afirmado desde que iniciamos nossa defesa, todas as doações feitas para a nossa campanha foram declaradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral. Estou absolutamente confiante em defesa técnica e, principalmente, na Justiça”, afirma o candidato ao Senado.

No cumprimento do mandado, a PF recolheu documentos e material de trabalho do ex-governador. “Se soubessem o quanto faz bem para a alma da gente a verdade, a lealdade, o reconhecimento, a gratidão, não fariam tantas covardias e plantariam mentiras como fazem”, afirmou Marconi nesta sexta-feira (28/9), em Rubiataba.

“Todo tipo de politicagem possível tem sido feita para derrubar a mim e ao governador Zé Eliton. Mas vou com a cabeça erguida porque sempre fiz por quem precisava, e por todas as cidades goianas. Não há uma cidade que não tenha pelo menos dez grandes obras e benefícios que eu tenha levado. Fizemos por Goiás o possível e o impossível”, afirmou o candidato ao Senado.