Partidecos que apoiaram Caiado perderão mamata por não atingir cláusula de desempenho

Oito partidos de aluguel que apoiaram o governador Ronaldo Caiado (DEM) na eleição de 2018 devem desaparecer a partir do próximo ano: PHS, PRP, PMN, PTC, PPL, DC, PRTB e PMB. 

O que estes partidos têm em comum? São presididos por carreiristas da política, que vivem do fundo partidário, e que arrumaram sinecuras na administração da prefeitura de Goiânia nos meses antes da eleição da governador. 

Trabalham na gestão de Iris Rezende ou indicaram pessoas próximas os seguintes presidentes de partido: Eduardo Machado (PHS), Eduardo Macedo (PMN), Fernando Meirelles (PTC), José Netho (PPL), Alexandre Magalhães (DC) e Denes Pereira (PRTB).

O PRP é o partido do senador eleito Jorge Kajuru. 

Compartilhe