Morrinhos: só apoio de Caiado não vai garantir candidatura de Tiago Mendonça a prefeito

Mal terminou a eleição para governador e as articulações para o pleito municipal de 2020 começam a esquentar. Em Morrinhos, a gestão do prefeito Rogério Troncoso (PTB) é referência. Em 2016, ele foi reeleito com 86% dos votos, praticamente um fenômeno nacional.

Portanto, não será fácil derrotar o candidato que Rogério lançar para sucedê-lo. A oposição começa a colocar as manguinhas de fora. O empresário Tiago Mendonça (DEM) é um dos especulados. Seu nome ganha força porque ele é ligado a Ronaldo Caiado, que acaba de ser eleito governador.

Tiago no entanto foi um verdadeiro fiasco quando se arriscou na política. Em 2012, sem antes ter administrado nem mesmo um condomínio, foi candidato a prefeito e perdeu para Rogério mesmo fazendo uma campanha milionária. Na época, virou o piada o veículo que Tiago usava para circular pelas ruas da cidade durante a campanha. O veículo ganhou o apelido pejorativo de “Papamóvel”.

Só o provável apoio de Caiado não será suficiente para bancar a candidatura de Tiago a prefeito de Morrinhos em 2020. Primeiro, porque o empresário é conhecido por só aparecer em época de eleição. No intervalo dos pleitos, Tiago praticamente some do cotidiano da cidade, não desenvolve nenhum trabalho social e como se diz: não é conhecido do povão.

Tiago também carrega a fama de antipático e é visto por muitos como um “candidato elitista”, exatamente o contrário do que Rogério Troncoso e seu grupo representam.

Se quiser emplacar em 2020, seja como prefeito ou vereador, Tiago precisa antes de tudo “tomar um banho de povo” e daqueles bem tomado; de preferência na água fria.