Daniel Vilela saiu com boa imagem da campanha, mesmo derrotado, mas sumiço pós-eleitoral joga ganhos na lata de lixo

Um erro crucial de estratégia: após sair da campanha eleição com uma boa imagem, Daniel Vilela desapareceu no cenário político e viu todo o capital amealhado ir embora pelo ralo. A lição é antiga, mas ainda vale: em política não existe vácuo.

O deputado federal do MDB cresceu no período eleitoral, ganhou musculatura e ocupou espaço importante, porém o sumiço do noticiário faz com que tudo isso seja jogado na lata de lixo.

Daniel deveria estar presente no debate de uma forma ou outra. Alexandre Baldy, por exemplo, continua atuante e se firma ainda mais como o novo player da política goiana. Daniel, ao contrário, está murchando.