Nova Câmara: DM mostra atuação do grupo dos 21 para restaurar autonomia do Legislativo

A edição deste sábado do jornal Diário da Manhã traz reportagem de página sobre as articulações de grupo de 21 vereadores que atua para restabelecer a autonomia da Câmara de Goiânia com a eleição para a nova mesa diretora. A meta, afirma a reportagem, não é fazer oposição ou atrapalhar a execução do plano de governo do Paço Municipal, mas reconquistar os espaços de decisões perdidos com a presidência de Andrey Azeredo.

“A restauração da autonomia do Poder Legislativo e a constituição de uma nova Câmara de Goiânia são as principais bandeiras do grupo de 21 vereadores que se uniu para eleger o próximo presidente da mesa diretora da Casa”, diz a reportagem do DM. “O bloco é formado por novatos e veteranos, todos com atuação destacada na Casa, e que vêm colaborando com a melhoria da qualidade dos projetos aprovados em plenário”, afirma o texto.

Segundo a reportagem, “a proposta do grupo não é fazer oposição ao prefeito Iris Rezende (MDB), tampouco atrapalhar o andamento do programa de governo do Paço Municipal”. Ainda segundo o DM, os vereadores afirmam que seu objetivo é reforçar as atribuições e a missão do legislativo, que, afirmam os vereadores do bloco, se enfraqueceram na gestão de Andrey Azeredo (MDB), considerado subserviente ao prefeito da capital.