Eleição da Câmara: escalado por Andrey para pressionar vereadores, Samuel Belchior foi alvo da Operação Miqueias

Escalado pelo presidente da Câmara de Goiânia, Andrey Azeredo (MDB), para as articulações da eleição para a mesa diretora da Casa, o ex-deputado estadual Samuel Belchior foi alvo da Operação Miqueias da Polícia Federal (PF). A operação investigou desvios em fundos previdenciários de 10 municípios em 9 Estados, com a participação de servidores e políticos, e desvendou desvios de R$ 50 milhões.

A tarefa de Samuel é pressionar os vereadores a votarem em Andrey, candidato à reeleição. É uma clara reação de ingerência política contra o avanço do Grupo dos 21, que está preparando uma chapa autônoma em relação ao Paço Municipal, sem no entanto fazer oposição ou atrapalhar a gestão do prefeito Iris Rezende.

Samuel foi aliado de primeira hora de Iris, mas agora suas ligações prioritárias são com o senador e governador eleito Ronaldo Caiado (DEM). Na edição deste domingo do jornal O Popular, o ex-deputado estadual fala em nome do novo governo e inclusive defende Caiado das críticas do deputado federal Daniel Vilela, também do MDB, que defende que o partido fique na oposição.