Exclusivo: Andrey escala Samuel Belchior para pressionar vereadores na eleição da Câmara

Candidato à reeleição para a presidência da Câmara de Goiânia, o vereador Andrey Azeredo (MDB) decidiu partir para o tudo ou nada nos dez dias que antecedem a escolha da nova mesa diretora e escalou o ex-deputado estadual Samuel Belchior, também emedebista, para as articulações da disputa.

A missão de Samuel Belchior é fazer pressão sobre os vereadores e tentar barrar o crescimento do Grupo dos 21, que prepara candidatura a presidente autônoma do Paço, mas sem fazer oposição ou tentar atrapalhar a gestão do prefeito Iris Rezende (MDB). O movimento é uma ingerência aberta no processo de escolha da mesa, já que Samuel é ligado à ala do MDB que defende que o partido embarque no futuro governo de Ronaldo Caiado (DEM).

Como deputado estadual, Samuel Belchior se notabilizou pelo Escândalo das Pastinhas, esquema de fraudes em fundos de previdência municipal com o suporte de uma persuasiva loira de olhos azuis chamada Luciane Hoepers. Nas gravações interceptadas pela Polícia Federal, que batizou a apuração de Operação Miqueias, Samuel chamava Hoepers pelo apelido de “chefa”. A turma envolvida no esquema movimentou R$ 300 milhões em recursos de 10 fundos de municípios de 9 Estados, segundo a PF, provocando um prejuízo de R$ 50 milhões.