Iris tem só mais dois anos para tentar amenizar a pior administração da sua vida

O ano de 2018 acabou e o prefeito Iris Rezende não conseguiu melhorar quase nada do que tinha feito de ruim em 2017.  A verdade é que o decano emedebista tem agora só mais dois anos para amenizar o fracasso da pior administração da sua vida; exatamente o oposto do que prometeu quando venceu a eleição em 2016.

Naquele ano, a sociedade ainda não havia chegado ao ápice de sua revolta contra os políticos tradicionais. Caso contrário, o empresário Vanderlan Cardoso teria derrotado Iris. Os goianienses preferiram dar um voto de segurança ao experiente Iris para que ele consertasse a gestão medíocre do petista Paulo Garcia.

O que se viu a partir a daí foi um governo inoperante e sem criatividade. A gestão irista não é capaz nem de limpar a cidade e cuidar de praças, ruas e avenidas. São mais de uma centena de obras paralisadas numa administração que não consegue ter um eixo de gestão.

Não se pode esquecer que Iris passou 2017 inteiro (mesmo após a morte de Paulo Garcia) colocando culpa da situação ruim da prefeitura na gestão do petista. Veio 2018 e nada mudou. Iris não consegue dar ritmo ao seu governo nem cobrar auxiliares. A gestão da prefeitura hoje é uma gestão esquizofrênica, que não traduz recursos em benefícios para a sociedade.