Declaração desastrosa de secretária de Caiado sobre privatização da Saneago estimula prefeituras a municipalizar serviço, enfraquecendo a estatal

A declaração da supersecretária de Economia de Ronaldo Caiado, Cristiane Schmidt, em defesa da privatização da Saneago é um tiro irresponsável que deve sair pela culatra. Ao afirmar que, no que depender dela, a companhia de águas e esgoto do Estado será privatizada, Cristiane estimula a corrida dos prefeitos para a municipalização dos serviços.

Os municípios podem assumir as concessões de seus serviços de saneamento a qualquer momento, bastando aprovar lei nos Legislativos para o desmembramento da empresa. Outras prefeituras, como a de Catalão, já fizeram isso. Pioraram o serviço, porque ficam sem capacidade de investimento, não indenizam a empresa mãe e ainda enfraquecem a Saneago.

Um verdadeiro desastre administrativo, que poderia ser evitado com outros modelos de capitalização, como a emissão de papeis.