Cristiane Schmidt já é chamada de “mensageira do caos” pelos servidores de Goiás

Cristiane Schmidt já é chamada de mensageira das más notícias; péssimas, aliás, para os servidores de Goiás. A forasteira secretária da Economia de Goiás, Cristiane Schmidt já ganhou o desconfortável título de mensageira das más notícias do governo Ronaldo Caiado (DEM). Notícias que saem de más para péssimas quando a área é o funcionalismo.

Para os servidores, 2019 começou com calote nos salários de dezembro, demissão de comissionados, fim da meritocracia, extinção de gerências, corte de funções gratificadas, nenhuma perspectiva de aumento ou de prosseguimento dos planos de cargos e remunerações. Corre agora o boato de que a porta-voz do apocalipse vai acabar com o auxílio-alimentação.

Conquistas dos governos de Marconi Perillo (PSDB) que criaram um quadro de funcionários efetivo e perene, forte e com voz ativa na tomada de decisões. Avanços que deram mais dignidade, estabilidade e merecido conforto para os servidores, sempre tratados como problemas.

Caiado reedita o passado sombrio dos governos do MDB quando o assunto é o funcionalismo.