Bomba na Educação: Fátima Gavioli demite 3 mil professores que auxiliam alunos especiais

As bombas no governo Caiado não terminam. A nova secretária de Educação, a paranaense Fátima Gavioli, já avisou que vai acabar com a função do professor de apoio, que são aqueles profissionais que auxiliam alunos especiais no aprendizado. São cerca de 3 mil professores atingidos pela política de cortes de Caiado.

A justificativa é a redução nos gastos, mas 10 mil estudantes com algum tipo de deficiência ficarão sem este importante auxílio no aprendizado. Caiado e Fátima estão destruindo as políticas de inclusão.

Lamentável.