Derrota para Caiado e Delegado Waldir: Bolsonaro veta benefício fiscal para empresas do Centro-Oeste

O governador Ronaldo Caiado (DEM) e o deputado federal reeleito Delegado Waldir, líder do PSL na Câmara dos Deputados, sofreram uma baita derrota política na sexta-feira: o presidente Jair Bolsonaro vetou a criação de benefícios fiscais para empresas que estão na área da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) e prorrogou apenas as regras válidas para as superintendências da Amazônia (Sudam) e do Nordeste (Sudene).

Segundo a Agência Câmara, portal de notícias da Câmara dos Deputados, a orientação pelo veto partiu do ministro Paulo Guedes, que a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019 não considerou a extensão dos benefícios para o Centro-Oeste. Com o veto, Goiás e os demais Estados da região ficam em desvantagem competitiva em relação dos Estados do Norte e Nordeste, com os quais travam intensa guerra fiscal.

Ou seja, não adiantou de nada a “enorme proximidade” que Caiado diz ter com Bolsonaro e seu ministro da Economia, que inclusive indicou a secretária da Economia, Cristiane Schmidt. Também não serviram para coisa alguma a liderança e a boa relação que Waldir diz ter com seu guru presidencial.

Que vergonha.