Vexame total: Caiado constrange público de evento em Jataí ao pedir que prefeitos descolem fiado em supermercados e farmácias para servidores sem salários

Foi visível e indisfarçável o constrangimento provocado por Ronaldo Caiado (DEM) entre os participantes do evento em realizado em Jataí no qual o governador pediu aos prefeitos que descolem um caderninho de fiado em supermercados e farmácias para os servidores estaduais sem salários. Foi um festival de cabeças se abaixando, mãos tampando o rosto e coçadas de cabeça, até mesmo na mesa de autoridades composta para a cerimônia.

Ao lado de Caiado estavam os deputados federais eleitos José Mario Schreiner (DEM) e Alcides Rodrigues (PRP). José Mario, líder classista do setor agropecuário, reagiu à declaração passando a mão no rosto. Alcides, ex-governador de Goiás, foi um dos que baixou a cabeça. “No momento em que eu tiver um dinheirinho, eu vou pagar a folha”, disse o governador.

“Vamos abrir aqui para termos um crédito nos supermercados e nas farmácias. Eu peço, além, da parceria para as rodovias, eu peço a parte da sobrevivência dos servidores públicos”, afirmou Caiado.

Qualquer um duvidaria de tamanha zombaria não estivesse ela registrada em áudio e vídeo. É o avanço dos smartphones e das redes sociais escancarando, todos os dias, o coronelismo e a demagogia que voltaram a reinar em Goiás com a eleição de Caiado.