Bate-cabeça no governo: Caiado desautoriza supersecretária sobre plano B

A onda de críticas nas redes sociais e a sucessão de crises que assola o governo estadual é agravada pela bateção de cabeça entre o governador Ronaldo Caiado (DEM) e seus auxiliares. Caiado e a supersecretária da Fazenda, Cristiane Schmidt, deram declarações contraditórias sobre a adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) e o governador acabou desautorizando sua funcionária.

“Não tem Plano B, disse Caiado”, logo após a secretária carioca afirmar que já estaria pensando em alternativa para caso Goiás não consiga decretar a RRF – uma clara admissão de que a gestão estadual não reúna as condições fiscais negativas para receber a intervenção federal, o que desmontaria por completo a versão caiadista de terra arrasada.

“Eu sou muito realista: não vou programar plano algum enquanto eu não tiver o resultado da área técnica, até porque eu estaria, como se diz no nosso Estado de Goiás, passando com o carro adiante dos bois”, afirmou Caiado após as declarações da secretária, ao jornal O Popular. “Não cometeria uma falha dessas. Vou ter humildade de aguardar o relatório”, disse o governador.

Compartilhe