Calote de dezembro: Sintego diz que há risco de aulas não se iniciarem em 21 de janeiro

A crise do calote no salários de dezembro continua. Segundo o site Diário de Goiás, “na educação, há risco de que os professores não compareçam, em protesto, para o início do ano letivo. “Nós queremos começar o ano letivo (dia 21) só que o governo tem que dar as condições para o nosso pessoal trabalhar, caso contrário não tem como”, opinou Bia de Lima, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Goiás – Sintego”.