Trindade: professores da Escola Estadual Prof. Esmeraldo Monteiro entram em greve contra calote nos salários de dezembro

Os professores da Escola Estadual Professor Esmeraldo Monteiro, em Trindade, também não retornaram às aulas no primeiro dia letivo de 2019 em protesto contra a calote do governador Ronaldo Caiado (DEM) nos salários de dezembro. Assim como em diversas outras unidades, eles se vestiram de preto e protestaram contra o atraso.

“Sem salário, sem retorno às aulas”, afirmaram os professores durante a mobilização realizada em frente à escola nesta manhã. “Mais respeito pela classe dos educadores”, dizia outro cartaz da manifestação. “Indiganação”, “Tristeza” e “Quando o povo está unido não tem política que vença”, afirmavam, também, os professores.

Caiado e a supersecretária e primeira-ministra Cristiane Schmidt (Economia) desafiaram os servidores e as categorias respondem ao calote hoje, começando pelos professores, com paralisações e greves em todo o Estado.