Exclusivo: insatisfação na PM cresceu muito e greve pode começar na quarta se Caiado não aceitar proposta

O Goiás 24Horas apurou nas últimas horas desta segunda-feira que a insatisfação dentro da Polícia Militar contra o governo Caiado cresceu de forma assustadora. O raciocínio é um só: o governador se nega a pagar dezembro de imediato e, assim, força o agente de segurança a trabalhar mais no chamado “serviço virtual”, que confere uma remuneração extra ao servidor.

Nos grupos de WhatsApp, as mensagens conclamando uma união ainda maior da categoria só aumentam. E uma vontade está sendo alimentada: se Caiado não aceitar pagar dezembro agora em fevereiro, a greve na PM vai começar.