Caiado admite que decreto de calamidade financeira tem só finalidade de marketing. Efeito prático? Nenhum

O governador Ronaldo Caiado (DEM) admitiu nesta terça-feira, em visita à Assembleia Legislativa, que o decreto assinado por ele que declara calamidade público tem apenas fins de marketing político, ou seja: seu único condão é o de arranhar a imagem de Marconi e José Eliton, seus adversários.

O deputado Simeyzon Silveira (PSC) perguntou a ele quais serão os efeitos práticos do decreto e o governador respondeu: “eu preciso dar publicidade às coisas, é para isso que serve”.