Participação de Vanderlan na eleição do presidente do Senado: zero, nula, nenhuma. Não abriu a boca (só para bocejar)

O Senado é o recinto dos políticos mais habilidosos e bem talhados do Brasil – e todos eles tiveram participação ativa no tenso processo de escolha do novo presidente da Casa, que dura mais do que 24 horas. 

O goiano Vanderlan Cardoso (PSB), que não tem um traço do brilhantismo dos colegas, destoou. 

Vanderlan bocejou, dormiu, mexeu no celular, zapeou no Instagram…e só. Não solicitou a palavra uma vez sequer para colaborar com o processo. 

Neste ponto, só Jorge Kajuru (PSB) salvou.

Compartilhe