Prestígio em alta: Batista Custódio recebe em casa multidão de visitantes em busca de conselhos do jornalista

Quem trabalha ou trabalhou no Diário da Manhã, um dos jornais mais influentes do Brasil desde a sua criação, afirma que o editor-chefe e fundador Batista Custódio é a alma do jornal. A prova da relevância do jornalista, um dos principais intelectuais goianos da atualidade e o maior jornalista da história de Goiás, está na multidão de amigos, admiradores e autoridades que tem passado diariamente por sua casa em busca de suas experiências e aconselhamentos.

Batista está afastado da redação há alguns dias se recuperando de uma cirurgia. Mesmo assim, se mantém ativo na tomada das principais decisões editoriais. Continua escrevendo e dando prosseguimento ao históricoartigo, iniciado no ano passado, em que apresentará uma análise dos fatos recentes da vida política, intelecutal e econômica do Estado.

Batista jamais foi um homem de meias palavras. Suas posições firmes nem sempre agradaram, mas em geral convenceram. Por isso mesmo é que, fora da redação, ele continua sendo a alma do Diário da Manhã e da política goiana.
Doido que o desprezar.