Exclusivo: governo empurra servidores da Segurança com a barriga. Desrespeito é total

O governo de Ronaldo Caiado (DEM) mostrou nesta quinta-feira, com a reunião do secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, com as entidades que representam servidores da SSP e militares, que pretende levar na flauta a categoria. O desrespeito é total: propuseram pagar, em março, o salário de dezembro apenas dos ativos que recebem até R$ 5,1 mil líquido, deixando o resto ao Deus-dará.

A estratégia do caiadismo, a esta altura, está clara: pagar só um grupo, desarticular protestos e movimentos grevistas e tocar o resto com a barriga. O desrespeito é absoluto.